03/08/2017 15h36 - Atualizado em 03/08/2017 15h40

De volta à escola

Jacira Schwanz Wandermurem e André Cruz: do ensino à prática profissional

Em 2010, André Cruz era apenas um adolescente que acabara de concluir o ensino médio na Escola São Gabriel da Palha, no interior do Espírito Santo. Sete anos depois, ele pode ser visto no mesmo local, mas em outra condição: André é técnico em edificações, e vem trabalhando na ampla reforma que o Governo do Estado realiza na instituição de ensino.

A diretora da escola, Jacira Schwanz Wandermurem, lembra bem do André, garoto e cheio de energia, circulando pela escola como aluno. “Ele era inteligente”, diz ela, sorrindo.

A Escola de Estadual de Ensino Fundamental e Médio São Gabriel da Palha atende a aproximadamente 900 alunos, e vê-la totalmente reformada e ampliada é um sonho de toda a comunidade escolar.

A diretora explica que muito já foi feito para dotar o estabelecimento de novos espaços pedagógicos, laboratórios de Ciências Naturais e Exatas, e também de novos vestiários e um amplo auditório climatizado. Agora é a quadra que está em construção.

Os alunos, que estudam no estabelecimento - porque a obra é realizada sem prejuízo às atividades de ensino-aprendizagem -, a diretora e o próprio André, que se orgulha do trabalho que realiza no local onde estudou, não veem a hora em que tudo estiver pronto.                       

Uma visita técnica à obra foi feita pelos secretários de Transportes e Obras Públicas, Paulo Ruy Carnelli, e de Economia e Planejamento, Regis Mattos Teixeira, em companhia de suas equipes técnicas e diretor-geral do Instituto de Obras Públicas do Espírito Santo (Iopes), Claudio Daniel Passos Rosa.

Guarapari

Outra obra submetida à visita técnica pelo secretário Regis Mattos, por técnicos do Iopes, da Secretaria de Estado da Educação (Sedu), da equipe do Escritório de Projetos do Governo - que funciona na SEP -, e pela subsecretária de Turismo, Simone Módulo, foi a da Escola Dr. Silva Mello, em Muquiçaba, Guarapari.

A obra de reconstrução do prédio, retomada pelo Governo do Estado após ter sido paralisada em 2014, segue com previsão de conclusão em 2018. E o curioso dessa visita técnica foi que ela contou também com a participação de alunos, integrantes do Grêmio escolar, que pela primeira vez tiveram acesso ao local.

Isadora Coutinho Vitoraci, 17 anos, Diulyanne Lirio, 15, Davi Maciel Mantovaneli, 15, Charles Willyan Vieira da Costa Gomes, 18, e Nicole Sampaio Freitas de Oliveira, 16, dizem que ficaram felizes com o que viram, em companhia do diretor Frederico Feitosa.

“Nossa expectativa é grande. Foi bom poder ver de perto os trabalhos que vêm sendo realizados”, disseram os estudantes, que ocupam outro espaço, enquanto a obra, que dotará a escola, entre outras unidades, de laboratórios, quadras e refeitório, não estiver concluída. 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard